O subconsciente

Esse texto é antigo. Ele foi publicado originalmente no meu antigo blog (Blog da Tolinha) em 2008, esse é um dos 15 textos escolhidos como melhores do antigo blog para serem republicados.

Esse texto em particular é inspirado numa declaração do Marcelo Nova durante uma entrevista na MTV.

Old but gold

[…]

Tudo que ouvi naquela noite foi meu subconsciente gritando que eu não devia ter feito o que fiz. Que aquele homem não merecia.

Meu subconsciente estava certo.

Passei uma semana ouvindo meu subconsciente gritando. Não dormia, não comia, não falava. Não tinha paz.

Depois ele se silenciou.

Depois de uma semana em silencio. Semana essa em que pude dormir um pouco e comer em paz. Depois dessa semana, ele começou a dizer que o que eu havia feito não era tão grave, muita gente no meu lugar teria feito o mesmo.

E depois se silenciou novamente.

Ontem eu fiz sexo com meu subconsciente, fizemos as pazes e ele disse que me amava e tudo havia ficado no passado.

Hoje eu matei meu subconsciente, não podia confiar nele. Mentiroso maldito.

[…]

2 pensamentos sobre “O subconsciente

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s