Tinta

A tinta no meu corpo
Forma o mesmo desenho que ele tem nas paredes
Nas cores e formas
De ideologias que se cruzam
Cada dia que passa sou mais como ele
Cada vez mais nos cruzamos
Dia após dia

Nunca será meu
Nunca deixará de ser
Nos detalhes de suas mãos
Vejo tudo o que quero
Que não posso ter dele
E que nunca encontrarei em outro

A tinta do corpo dele
Reflete partes de mim
A tinta diz em formas
O que nos é proibido de dizer em palavras

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s