Vergonha

Ele se acha grande coisa, mas
Não se levanta para lavar um prato pela própria mãe.
Acha que evangélico é tudo burro,
Que umbandista é tudo do capeta,
E não tem religião.

Eu o ouvi dizer:
“Adotar criança é importar bastardo”
“Viado devia ser fuzilado”
“Lugar de mulher minha é na cozinha”
“O Maluf faz bem pra São Paulo”

Ele grita com a própria mãe doente,
Não toma banho todo dia,
Nunca trabalhou de verdade,
Acha que os negros são escória.
Insulta os próprios filhos,
Nunca fez bem para ninguém.

Ninguém vai chorar quando ele morrer.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s