Sábado

Puta que me pariu.
São quatro horas de uma manhã de sábado e eu estou vergonhosamente
sóbria.
Minha querida amiga, a Insônia, veio me visitar mais uma vez. Aquela vadia.
Desisto de fingir para mim mesma que estou dormindo. Me levanto.
Na casa não tem um trago, nem cigarros, nem veneno de rato.
Passo café e ponho umas torradas no forno.
São quatro da manhã e a casa dorme. Os cachorros dormem. Os malditos passarinhos dormem. E eu?
Eu… PUTA MERDA… TÔ COM O DEDÃO DO PÉ SANGRANDO!
Limpo o sangue. Devo ter batido o pé em algum lugar.
Ponho açúcar no café e tomo uma xícara.
Duas xícaras.
Três xícaras.
Faço mais café e lembro que tenho que fazer mudança hoje. Puta merda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s